Menu

Posts Destaques

17 maio, 2017

#RESENHA DO LIVRO : Confissões de Uma Viciada em Internet


Titulo : Confissões de Uma Viciada em Internet
Autor : Fabina Bertotti
Editora : Parole Editora
Páginas : 115
Ano : 2014
Compre : AQUI

Sinopse:
“Certos eventos são tão importantes que têm o potencial de marcar a historia de maneira definitiva. Cito três: a invenção da escrita; a criação dos tipos móveis e da imprensa, disseminando informações antes restritas a uma minoria privilegiada; e a invenção da internet, promovendo uma nova revolução informal – revoluções noutras áreas da vida, também. Este livro, da jornalista Fabiana Bertotti, trata justamente dessa nova revolução, a digital. A coisa toda é ainda muito recente e estamos no processo de assimilar todas as novidades que surgiram no ambiente da rede. E a Fabiana, com toda a sua experiência de usuária e analista nos ajuda a singrar esse mar novo e bravio, com todas as suas potencialidades, oportunidades, desafios e perigos. A internet nos tornou mais críticos ou superficiais? Promoveu a conexão ou desconexão das pessoas? O que as tecnologias de tela estão fazendo com o nosso cérebro? E nossos hábitos de consumo, nossos passatempos e relacionamentos, em que medida foram afetados pela web? (...)”

O que eu achei da Obra:
De maneira sucinta, mas profunda, Fabiana Bertotti,Jornalista,Blogueira e Youtuber, expõe diante dos leitores suas confissões sobre seu vicio em internet! 

Uma coisa muito legal que gostei já desde o início da leitura, é que a autora apresenta mesmo confissões ao invés de impor o que ela acha sobre internet aos leitores, e ela a faz em tom humorístico! Mesmo sendo cristã, Fabiana não trata a internet como sendo uma arma do “cão” tal como é costume de um grande número de cristãos evangélicos. Longe disso, a autora apresenta os benefícios que a humanidade obteve e continua obtendo, com esta invenção.
"O celular conectado era uma extensão do meu corpo,sem exagero,e estava comigo nas refeições,na hora de dormir e até no banheiro." P.23,24
Sem querer, Fabiana descobre que estava viciada em internet. Após essa descoberta, a questão que rolava em sua mente era: “o que farei a partir de agora?” Foi daí que ela entrou em uma luta contra seu vicio, e chegou até a passar meses sem celular, e depois, firmou um pacto sobre a redução das horas que devia passar usando as redes sociais. 
"Faltar bateria era um pesadelo e, ao chegar a qualquer lugar,primeiro me certificava da tomada mais próxima,..." P.24
A obra contém 9 preciosos capítulos, e aborda questões como a banalização do sexo na internet como a facilidade que a web forneceu a industria do sexo, o impacto da internet em nossa saúde e em nossos relacionamentos. E os perigos em nos expormos demasiado nas redes sociais como facebook,Twitter,etc., tal como o impacto dos nossos posts e curtidas! 
"Ou quem nunca esteve numa reunião de amigos e se deu conta de estarem todos conectados em seus tablets e computadores,falando e vendo gente de longe,quando os outros estavam ali,órfãos de atenção e contato físico?" P.59
Fabiana apresenta ao longo do livro varias pesquisas relacionadas à internet, bem como problemas que ela causou em famílias ao redor do mundo. O livro também trata da perda de identidade e individualidade, que ocorreu com o advento da net, bem como a superficialidade que ela causou em muitas pessoas. No capitulo 8, a obra apresenta de que maneira o uso desequilibrado da internet pode causar desinteresse pelas coisas religiosas, como a oração e estudo das Escrituras, já no penúltimo capitulo(#O Retorno), Fabiana Bertotti apresenta uma sugestão para quem quer dominar e não se deixar dominar pela internet. Um dos pensamentos centrais do livro é que: a internet, bem como as redes sociais, pode ser uma benção ou maldição, dependendo da maneira como a usamos, bem como da quantidade de horas que nos dedicamos a mesma. 
Considero importante a leitura dessa obra, especialmente para nós que amamos as redes!     
                                          


2 comentários:

  1. Parece ser um livro interessante mesmo. Ela fala no livro se buscou alguma ajuda profissional, ou ajuda externa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim. ela fez uns testes. Mas o tratamento foi algumas decisões que ela própria tomou,reduzindo o tempo e etc. Agora você conseguiu comentar ,né?

      Eliminar